Mundo da Gastronomia


 
InícioFAQBuscarMembrosGruposRegistrar-seConectar-se

Compartilhe | 
 

 Tealosophy

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo 
AutorMensagem
Nadia Sirobaba
Moderador(a)
Moderador(a)
avatar

Número de Mensagens : 140
Localização : SP
Mal Comportamento :
0 / 1000 / 100

Data de inscrição : 18/07/2008

MensagemAssunto: Tealosophy   Qua Jul 23, 2008 3:33 pm

"Tealosophy
Por:Paula Feliciano
12/04/2007 01:02

“ Umas fibras de chá, um pouco de água, sensibilidade e paciência.
Entendo o ato de tomar chá como um verdadeiro ritual,
capaz de refrescar os sentidos e serenar o espírito”
Inés Berton

Muito se diz a respeito das origens do chá. É fato que os primeiros registros oficiais datam do século III a.C na Ásia. A seguir, no século VIII, durante a dinastia chinesa Tang, um tratado sobre a bebida foi estabelecido definindo também o papel da China como a responsável pela introdução da cultura do Chá pelo mundo.

A chegada do chá na Europa não foi rápida. As referências mais antigas são encontradas na literatura através de Marco Pólo, e o relato de suas viagens, e do português Gaspar da Cruz, que teria citado o chá numa carta dirigida à seus superiores.

Inglaterra e Japão figuram com maior destaque entre outros países quando o assunto é esta bebida delicada. Mais especificamente no Japão, o chá se estabeleceu de tal maneira que esta tradicional cultura oriental possui um ritual milenar conhecido com Cerimônia do Chá, que procura na beleza da simplicidade estudada a harmonia com a natureza.

O chá, propriamente dito, constitui-se apenas da infusão das folhas ou botões da planta Camellia sinesis. É possível obter diferentes tipos de chás de acordo com o tratamento que as folhas e recebem e o seu grau de oxidação, sendo os mais usuais:

- Chá Branco: folhas jovens que não sofreram os efeitos da oxidação;
- Chá Verde: a aplicação do calor, geralmente através de vapor, para parar a oxidação e as folhas não perderem sua cor;
- Chá Oolong: Sofre um processo de fermentação muito curto. O sabor é suave.
- Chá Preto: As folhas sofrem fermentação, dando um tom avermelhado escuro às folhas e sabor intenso.

O Chá, assim como vinho e café, também tem a capacidade de adquirir aromas. Porém neste caso são introduzidos sabores para preparar chás aromatizados, ou blends. Entre os mais conhecidos estão o chá de jasmim, Earl Grey (chá preto com adição de essência de bergamota), Massala Chai (chá indiano contendo gengibre, cardamomo, canela, pimenta preta, cravo-da-índia e noz moscada) e Touareg (chá verde forte com hortelã, preparado nos países do norte da África e Médio Oriente.


Inés Berton, argentina profunda conhecedora de ervas aromáticas e suas propriedades gustativas, e proprietária da Tealosophy, realiza um trabalho delicado e raro: tornou-se teablender. Para ela o chá é como uma filosofia de vida. É a partir deste conceito que Inés busca inspiração para suas receitas.

A especialista também é conhecida por criar misturas exclusivas e sabores únicos. Suas infusões misturam ervas colhidas ao pé do Himalaya, no Sri Lanka, no noroeste da Índia, na China e no Japão.

No Brasil, a nutricionista e proprietária da A Loja do Chá Carla Saueressig ensina que as regras para harmonização de chá são as mesma que valem para vinhos: chás mais encorpados, à base de chá preto, devem ser servidos com carnes mais fortes enquanto chá mais leves, contendo chá verde, com peixes e aves.

Esta especialidade, ainda pouco conhecida, aparece no cenário gastronômico como mais uma opção para a realização de harmonizações e descoberta de novos sabores."

Visitem os outros textos da Paula em
www.alimentares.com.br -> Colunistas
Voltar ao Topo Ir em baixo
Ver perfil do usuário
 
Tealosophy
Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo 
Página 1 de 1

Permissão deste fórum:Você não pode responder aos tópicos neste fórum
Mundo da Gastronomia :: Diversos :: Vinhos, Cervejas e outros-
Ir para: